Transforme sua Indignação em Atitude. Venha fazer parte deste movimento!

Publicado para | Secundário em 11 de setembro de 2018 14:53

Assim como outras sensações, a indignação faz parte do nosso cotidiano. É praticamente impossível deixarmos de nos indignar com situações que não concordamos ou que sejam, de acordo com nosso ponto de vista, injustas, erradas ou incoerentes. Por isso, a questão maior em torno desse tema não está no ato de indignar-se, mas na atitude que seguirá a indignação.
Há algum tempo Charles Swindoll comentou:

Quanto mais eu vivo, mais eu percebo o impacto da Atitude no mundo em que vivemos. Atitude, para mim, é mais importante do que Fatos. É mais importante do que o passado, do que educação, do que dinheiro, fracasso, sucesso, e qualquer outra coisa que as pessoas possam pensar ou fazer. É mais importante do que aparência ou habilidades. Atitude pode quebrar ou transformar uma empresa, uma igreja, um lar. A coisa mais fantástica do mundo é você ter a liberdade de escolher qual atitude você vai abraçar. Nós não podemos mudar o passado, nós não podemos mudar a maneira das pessoas se comportarem, nós não conseguimos evitar o inevitável, mas a única coisa que podemos fazer é viver com aquilo que acreditamos. Eu estou convencido que atitude é 10% o que acontece comigo e 90% como eu reajo ao que acontece comigo”.
A indignação pode conceber atitudes destrutivas, como brigas, guerras e destruição; pode ser neutra e, gerar indiferença e falta de atitude, ou construtiva, produzindo inspiração, motivação, entusiasmo e atitudes que busquem transformar as situações “indignas” naquilo que entendemos ser correto ou justo.

Fonte: http://www.blogdofabossi.com.br/2016/04/indignacao-construtiva-lideranca/